Quem sou eu

Minha foto
Rio de Janeiro, Brazil
Tenho 37 anos, sou evangélica, serva de Deus, mãe, esposa, filha e produtora editorial. Criei esse cantinho para conhecer pessoas novas, aprender com elas e me manter conectada com velhos amigos. Então, sejam bem vindos!

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Orquídea de baunilha

Foi assistindo aos programas de Jaime Oliver (que eu adoro!) que vi pela primeira vez a fava de baunilha e fiz questão de conhecer de perto essa iguaria deliciosa, mas a danada não é tão fácil de ser encontrada.
Pesquisando no meu amigo Google descobri que a baunilha é uma planta pertencente à família das orquídeas, a única da espécie comestível, suas flores possuem coloração verde amarelada, e os furtos, que é a própria “fava” da baunilha, é alongado, medindo cerca de 20 a 25 cm de comprimento. O processo de colheita e polinização é todo feito manualmente e exige muito conhecimento e paciência para se ter um bom resultado. Por isso a fava de baunilha é cara e não se acha em qualquer lugar.

a flor 



furtos ainda verdes

Depois de tantas informações (quem quiser ler mais visite o site Toda Fruta) eu queria mesmo era conferir se de fato a fava tinha aquele cheirinho de infância, de casa de vó, não sei por que mais o cheiro de baunilha me lembra casa de vó. Aqui no Rio não encontrei mas consegui comprar no Mercado Livre e o vendedor foi muito rápido, além do que as minhas favas chegaram em perfeito estado, embaladas a vácuo e tudo o mais e o preço eu não achei tão caro assim, R$ 3,00 uma fava, eu já tinha visto por R$ 15,00 cada.


Favas de baunilha prontas para uso



A fava aberta, no miolo a baunilha

Quando elas chegaram a primeira coisa que fiz foi respirar bem fundo, juntinho do pacote, com os olhos bem fechados e a sensação era a que eu já esperava, cheirinho de infância, de casa de vó…valeu muito a pena cada R$ 3,00 gastos nas dez favas que comprei.
Até agora, recebi as favas na sexta-feira passada, a única coisa que eu fiz foi um leite morninho pro Matheus com um pouquinho de amido para dar uma engrossadinha e ele adorou, menino chic esse né?!
Mas, receitas não me faltam para por em prática, então resolvi começar por uma bem fácil, o açúcar vanilado (receita que vi, claro, no livro do Jaime Oliver).
1 kg de açúcar
5 favas cortadas bem pequenas.
Processe (ou bata no liquidificador) os pedacinhos da fava junto com 1/5 do açúcar, até ficar marrom bem clarinho, misture com o açúcar que restou e deixe 15 dias (no mínimo) em um pote bem fechado.
O aroma da fava vai se desprendendo aos poucos e toma conta de todo o açúcar. Use em ocasiões especiais, em doces ou em um simples leite morno.

Assim que fizer, vou postar as fotos e conto como ficou.

as fotos foram retiradas da internet, ok?! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário